Maria, a mulher do louvor

A pregação “Maria, a mulher do louvor” foi conduzida pela Maria Beatriz da RCC Caxias do Sul (RS), nesta segunda-feira, 15 de fevereiro.

A partir do Magnificat proclamado por Nossa Senhora, Maria Beatriz começou a explicar sobre o motivo desta oração ser o anúncio da vida nova. Vida nova essa que se faz presente no meio de nós, pois Ele não é somente uma mensagem do Evangelho, Ele é a porta de entrada para a presença Dela.

O Cântico de Ana 1 Samuel, capítulo 2, foi lembrado por Maria no Magnificat, pois Ana também estava em uma situação difícil devido às humilhações que passava por ser estéril. Até que ela louvou a Deus estando na dificuldade, Ele a abençoou com um filho: Samuel.

O louvor tem como origem a constatação da santidade, do poder, da misericórdia, do amor de Deus que é infinito, poderoso, imenso. Todos nós podemos passar por momentos de esterilidade na vida, quando nada nasce, ou temos problemas nos relacionamentos, e fica difícil rezar assim. Mas como Ana, Maria descobriu que o louvor afasta o mal da nossa vida: “(…) Exulta o meu coração no Senhor, Nele se eleva a minha força, a minha boca desafia os meus adversários”. Seja o que for, devemos exaltar o poder de Deus com a Palavra. Maria sempre guardou a palavra de Deus em seu coração, mas agora ela gera a Palavra, que é Jesus.

O profeta Isaías afirma que a Palavra de Deus não volta sem cumprir algum desígnio na nossa vida. Maria as guardava a no coração. Não é por acaso que existem mais de 3 mil promessas de Deus na Bíblia. É muito importante guardá-las no coração, pois quando precisarmos ela nos guiará nos momentos de aflição, assim como aconteceu com Ana e Maria.

Poucos sabem enfrentar as batalhas e lutas da vida, mas Nossa Senhora nos ensina que devemos colocar Jesus no centro de tudo que nos acontece. Ela enfrenta a dificuldade com o poder da Palavra. “Tenho nos lábios o louvor de Deus e nas mãos a espada de dois gumes”. O que tem roubado a paz do seu coração? Quem são os seus adversários? Como você tem enfrentado as dificuldades? Maria enfrentou as adversidades com o poder da Palavra e então o anjo apareceu a ela, proclamando que Deus estava com ela. Isso porque naquela época as mulheres adúlteras eram apedrejadas até a morte e, ela estado grávida antes da união com José, corria o risco de ser apedrejada, mas o Senhor a protegeu e a promessa da vinda do Filho de Deus no seio de uma virgem foi cumprida.

Em Filipenses está escrito mais uma promessa divina: “Por que o meu Deus em sua riqueza e glória há de suprir magnificamente em Cristo Jesus todas as minhas necessidades para o louvor da Tua glória”. Se enfrentarmos os problemas da nossa vida proclamando as promessas, Deus pode fazer coisas improváveis aos olhos humanos, fazer-nos sonhar de novo!  Porém, precisamos saber qual Palavra de promessa louvar o Senhor e, sempre nos manter alimentados dela.

O louvor afasta o perigo eminente da nossa vida. Louvar é dizer quem Deus é, o que Ele faz. Tem muitas pessoas que ficam velhas na fé por conta das lamúrias que dizem alegando não ter o quê louvar. Ao passo em que aquele que louva recebe as forças do Espírito Santo e afasta o perigo eminente da sua vida.  Por isso, se você estiver triste, doente: louve! Você vai receber vida nova, fé revigorada, uma perspectiva diferente das coisas.

A águia é retratada na Bíblia como renovação, pois quando seu bico envelhece ou quebra, ela bate na rocha até que seu bico caia e dê lugar para que outro nasça. E a rocha da nossa salvação é Jesus Cristo. Vamos receber uma força nova se “batermos” na Palavra de Deus e guardá-la em nosso coração, assim como Maria.

Comentários no Facebook