Ele é o Rei, Ele é o Senhor! – Adoração com Pe. Daniel Júnior dos Santos

“Se o homem era incapaz de chegar a Deus, Deus chegou até o homem. Se não tínhamos forças necessárias para subir até Ele, Ele desceu até nós!”. A frase dita pelo Jacozinho na sua palestra se estendeu até o momento da adoração no Seara, com a participação do Padre Daniel Júnior dos Santos, nessa tarde de segunda-feira, 28.

O chamado inicial foi de que resguemos o nosso coração diante de Jesus. Reconhecer que Jesus é o Senhor é entender o nosso lugar no relacionamento com Deus, o que é fundamental para ter um encontro verdadeiro com o Mestre. O mesmo Jesus que nos conquistou por seu amor quer que nós apresentemos a nossa vida, nossas limitações, nossas imperfeições, nossas enfermidades, sejam elas físicas ou espirituais… Nada pode nos tirar a vontade de estarmos com Jesus.

Não fomos chamados a ser servos, pois um servo não sabe o que faz o seu senhor. Jesus nos chama de amigos (Jo 15,15). E como amigos, não podemos tirar os olhos Dele. Quantas vezes trazemos decepções daqueles que são próximos a nós, mas o Senhor nos chama a voltar para Ele, assim como as ovelhas que vão de encontro ao bom pastor. Apesar dos conflitos interiores, das batalhas que travamos no mais íntimo de nós mesmo, precisamos confiar no nosso amigo de todas as horas, que é Jesus!

O convite da Adoração foi o de, também, olharmos para o calvário da nossa vida, para os sofrimentos que carregamos. Por mais que o medo, a insegurança e o desespero apareçam, Jesus olha para nós. Podemos ter a certeza de que não estamos sozinhos! E assim como, no alto da cruz, Jesus perdoou seus algozes, nós também somos chamados a perdoar. Quantos filhos se voltaram contra os pais, esposos contra as esposas… A falta do perdão é como uma “cadeia de segurança máxima”. A liberdade para essa prisão está em dar o perdão. Jesus veio para dar fim a essa condenação e nos chama a seguir o exemplo Dele. Ele vai ao encontro com quem está com o coração ferido pela falta do perdão para dar a cura! Jesus veio até nós para acalmar todo mar agitado da nossa vida e só não conseguimos sentir essa calma porque não o temos procurado todos os dias.

Durante o momento, o Senhor dava uma visualização de um gelo diante de uma luz muito forte. A luz é Jesus e o gelo as barreiras que colocamos no nosso coração. Dentro desse gelo há algo muito precioso, como uma joia, a ser descoberta. Mas a luz de Deus é capaz de derretê-lo, mesmo que esse gelo seja como uma armadura grossa! É uma luz que aquece o nosso coração e restaura o amor em nós! Restaura o amor com Deus, com nossos irmãos… com quem está ao nosso lado.

Quando Jesus Eucarístico começou a passar pelo ginásio do Colégio Equipe, nós fomos convidados a fazer como a hemorroíssa e o servo centurião, que tocaram Jesus com o coração! A verdade de um coração que reconhece Jesus como o remédio para as nossas dores. O Mestre que vai passando no nosso meio curando e restaurando a nossa dignidade.

Mas quantos de nós não olhamos para Jesus por medo do que Ele pode falar ou quer fazer em nós?! Deus vem a nós para levar luz na onde só tem escuridão na nossa vida, não devemos ter medo de olhar para Ele! Afinal, Jesus é suficiente para nós! Deus passa em nosso meio restaurando a nossa alegria, aquilo que era pesado para nós, o Senhor retirou de nossas costas.

“Eis que faço nova todas as coisas” (Ap 21:5).

Comentários no Facebook