“Coragem, eu venci o mundo”

Na tarde desta segunda-feira de Seara, 15 de fevereiro, tivemos a presença da Jane Lima, serva da RCC na cidade de Conselheiro Lafaiete – MG. Jane veio partilhar conosco o tema do Seara 2021: “Coragem, eu venci o mundo.” (Jo 16, 33). Jane iniciou sua fala com um recado de Deus que dizia: “recorde aos meus filhos do Espírito de força, que Eu, o Senhor vos dei.” Esse Espírito de força é Quem nos dá coragem, pelo nosso batismo para obedecermos à ordem de Deus e sermos corajosos.

Na palavra de São João, Jesus já nos adverte dizendo que teremos aflições nesse mundo (Jo 16, 33). É assim na Igreja de Jesus Cristo, Ele não nos esconde as dificuldades que haveremos de passar. Contudo, n’Ele, no seu Espírito Santo, encontramos a força que nos dá coragem.

Mas o que é coragem? “Coragem é firmeza de espírito para enfrentar situações emocionais ou moralmente difíceis”. É ter bravura e intrepidez diante das dificuldades. E a partir disso, podemos aprender de Deus três formas de agir com coragem:

  1. Nas questões possíveis a nós, Deus nos abençoa para termos coragem de enfrentar. Ou seja, é preciso ter a coragem de pedir a benção de Deus e enfrentar a situação;
  2. Nos momentos difíceis, Deus nos ajuda para termos coragem de enfrentar, mesmo na dificuldade, ainda podemos e devemos agir;
  3. Nas questões que são impossíveis à nossa humanidade, Deus age sozinho. E então, nós precisamos ter coragem somente para esperar o tempo de Deus.

É preciso ter coragem para vencer o possível e o difícil e coragem para esperar o milagre do impossível! Muitas pessoas têm coragem para entregar seus problemas a Deus, mas é preciso ter coragem também para enfrentá-los. É isso que o Senhor nos pede, coragem para vencer o mundo, porque Ele venceu.

Ao passo que compreendemos o que é a coragem, é preciso entender também o que não é. Coragem não é imprudência nem ausência de medo. Por vezes rezamos e pedimos: “eu preciso que Jesus tire de mim todo o medo”, mas coragem não é isso. É preciso, mesmo com medo, encontrar a nossa coragem e enfrentar nossas tribulações.

No Evangelho, por vezes, Jesus nos adverte: “Não tenhais medo!” Mas Ele diz de um medo exagerado que nos paralisa. Olhar para o medo que torna prudentes, às vezes faz bem. A pessoa corajosa segue firme sem desistir, mesmo que tenha medo. Quando ela sabe que algo é possível, ela se lança obedecendo a ordem de Deus que diz: coragem!

“Coragem!” não é uma ordem de um rei carrasco. É uma ordem de Deus a seus filhos. E quando Ele dá essa ordem, Ele já foi à frente, Ele já abriu o caminho. Jesus já sofreu tudo em sua carne, em sua humanidade para nos dizer: “coragem, meu filho!”. Jesus que é 100% Deus e 100% homem sofreu tudo por nós, por isso Ele nos ordena que sejamos corajosos, porque Ele tem certeza da nossa coragem.

O mundo que Jesus nos diz são todas as situações externas e internas que precisamos enfrentar. Somos corajosos quando persistimos na caminhada, mesmo com as dificuldades, contamos com a graça do Espírito Santo que nos dá coragem. E essa coragem é para vencer o mundo e não somente para suportá-lo. Deus nos dá essa ordem, porque Ele sabe da nossa competência, auxiliada por Sua graça.

A partir do momento que o pecado entrou no mundo, o homem passou a ter medo até de Deus. Foi assim com Adão e Eva. A partir do momento que eles desobedecem, eles são tomados por um medo de Deus, medo do julgamento de Deus. Por isso eles se escondem. Esse medo exagerado nos afasta de Deus, nos acovarda, paralisa e nos faz fugir do enfretamento às dificuldades. Por isso, para experimentar a coragem, é preciso experimentar também a obediência.

A vitória de homens obedientes vem pela coragem.  É com coragem que o mar se abre, que as muralhas caem. Na história de Davi e Golias, Davi enfrenta o gigante com coragem e o vence. Não foi por causa daquela pedrinha que ele arremessou, mas pela coragem que ele tinha em Deus. Ele se deparou com aquele grande inimigo, mas sabia que não estava sozinho, que seu Senhor era maior. O mais importante não era o tamanho do gigante, mas o tamanho do seu Deus. Isso o impulsionou e fez de Davi um vencedor. Quem obedece, saboreia a vitória.

Além dos profetas, temos o próprio Jesus como sinal de coragem. Ele venceu com a coragem humana. Ele foi 100% homem sendo Deus para nos ensinar a vencer o mundo. No novo testamento, o próprio Jesus nos diz: EU venci o mundo. Jesus passou por tudo em sua humanidade para nos ensinar. Ele não pecou, mas carregou o peso dos nossos pecados para nos salvar e nos dar coragem. Jesus passou pelos mesmos sofrimentos aos quais somos acometidos. Ele passou pela pobreza, pela perda de pessoas importantes, por ofensas, maledicências, fome, sede, agonia, dores no corpo… Ele sofreu tudo por nós e venceu!

Jesus nos pede coragem, porque Ele sabe que não é fácil. Para quem enfrenta algo fácil, não é preciso ter coragem. Jesus vence não só as coisas terrenas. Ele vence o mundo e também a morte. Agora é nossa vez! É a nossa vez de tomarmos a decisão de obedecer a ordem de Deus que nos diz: coragem. Essa parte é a que nos cabe. Porque ter coragem é decisão!

A coragem vem do Espírito Santo que nos foi dado, mas a decisão por agir, é nossa. Por isso é preciso rezar e pedir a Deus a virtude da fortaleza e o dom da coragem. Para perseverar é preciso ter coragem. E pedir a força do Espírito Santo, pois quando olhamos para nós, vemos a nossa pequenez, as nossas fragilidades, mas quando olhamos para o Senhor, para aquele que venceu o mundo, aí sim brota em nós através da graça do batismo e do Espírito Santo a força para sermos corajosos.

Que possamos com São Paulo exclamar: “tudo posso naquele que me fortalece.”, na certeza de que a nossa força vem do alto. Que possamos pedir em todos os momentos a graça do Espírito Santo não só para enfrentarmos nossas aflições e dificuldades, mas para como Ele, vencermos o mundo e alcançarmos a salvação.

Comentários no Facebook