“Que venha a nós o Espírito Santo”

Disse Jesus: “Agora vou para aquele que me enviou, e ninguém de vós me pergunta: Para onde vais? Mas porque vos falei assim, a tristeza encheu o vosso coração. Entretanto, digo-vos a verdade: convém a vós que eu vá! Porque, se eu não for, o Paráclito não virá a vós; mas se eu for, vo-lo enviarei” (Jo 16,5-7).

Em sua pregação, Jane nos recorda que o Senhor é o nosso refrigério e que nós devemos ser o frescor de Deus na vida do outro. Mas para isso precisamos estar na fôrma certa, que está nas mãos do Espírito Santo. Será que estamos fora do molde? Muitos procuram a fôrma em tantas coisas: em feitiçaria, superstições ou nas coisas do mundo. Tais coisas só nos fazem mal e nos enrijecem, de modo que deixamos de ser flexíveis à ação do Espírito Santo. Chega de ficarmos duros para Deus! Tem muita coisa boa para acontecer, mas só não acontecem coisas melhores porque retemos a condução da nossa vida em nossas mãos.

Se não clamamos o Espírito Santo em nossa vida ficamos como mortos vivos. Precisamos da graça do Espírito para tirar do porão de nossa vida tudo aquilo que não presta! O que você vê que precisa ser retirado pela graça de Deus do porão da sua vida? Clame o Espírito Santo! Pois a graça sobrenatural vem de encontro à nossa natureza corrompida e nos coloca no molde que Deus tem para cada um de nós.

Clame o Espírito Santo! Clame para que Ele te dê forças para sair do caos e perseverar na graça de Deus.  Clame o Espírito Santo e você será livre! “Tirei as correntes dos teus pés e andarás livre ao meu lado!”

Natália Moreira Nunes
Equipe de mídias Seara 2020

Comentários no Facebook