A minha família precisa de Maria

Eugênio Jorge iniciou essa pregação acolhendo a todos e disse estar feliz por estar conosco e poder partilhar sobre a presença amorosa da Virgem Maria. Contou que sua mãe era apaixonada por Nossa Senhora e plantou essa semente em seu coração. Contou também que fez uma música pra Maria, a canção “Mãe do Novo Homem”. Neste momento então, ele conduziu uma breve oração a Nossa Senhora e cantamos sua música, cujo refrão diz assim: “Maria Santa e Fiel, ensina-nos a viver como escolhidos. Olhos voltados para o céu e por Ele construir a nova vida.”

Dando continuidade à sua pregação, ele lembrou da Palavra que diz que muitos são chamados e poucos os escolhidos. Enfatizou que os escolhidos são aqueles que correspondem ao chamado. O Senhor está chamando uma multidão de pessoas. A nossa efetiva resposta é que nos faz sermos escolhidos. Maria escolheu a melhor parte. Ela escolheu servir. Foi um “Sim” constante.

Partilhou conosco então sobre a passagem de Lucas 1, 39-45, em que Maria visita sua prima Isabel. Ela escolheu servir a Deus, disposta a pagar o preço necessário para fazer Sua vontade. Buscando contextualizar essa passagem, ele nos lembrou que, no início, antes da criação do mundo, tudo era caos. O caos é terrível. E Deus disse “faça-se” e tudo foi criado, tudo ficou em ordem, pela ação do Espírito Santo. Reforçou que a desordem é território propício para o Inimigo agir e que precisamos por ordem em nossa casa. Continuou contando que, passado o tempo, a criação se corrompeu e o que estava organizado virou bagunça outra vez, pois o pecado havia se instalado. Lembrou-nos que a corrupção é um processo de apodrecimento das coisas. Precisamos do sal da Palavra, salgar a nossa vida com a realidade que a Igreja nos propõe. Lembrou que a Quaresma é um tempo forte para isso. A carne salgada fica preservada da corrupção.

Ainda durante sua pregação, Eugênio Jorge enfatizou que o Deus que nos criou sem a nossa ajuda não pode nos salvar sem a nossa ajuda e que Nossa Senhora compreendeu isso. Deus quis restaurar a humanidade e chamou Maria. E ela disse sim! E o Espírito Santo se movimentou e colocou ordem e Maria concebeu Jesus. Na sequência, ela foi ver Isabel; a primeira procissão de Corpus Christi foi Maria caminhando pelo deserto para visitar sua prima Isabel. Ela, cheia do Espírito Santo, contagiou Isabel, que também ficou cheia do Espírito Santo.

Onde está Maria, mãe de Jesus, Deus antecipa seus planos”. Foi dizendo isso que ele partilhou conosco a passagem das Bodas de Caná (Jo 2, 1-11). Lembrou que uma mãe sempre está atenta às necessidades de seus filhos e assim é Maria conosco.

Um momento que levou os presentes às palmas, foi quando ele disse que “Jesus sabia ser Deus, mas não sabia ser homem. Teve que aprender com Nossa Senhora”. Ressaltando Maria como a Mulher por excelência! De modo que tudo que a Mãe pede, o filho atende.

Disse também que o segredo está em obedecer, como fizeram os servos nas bodas. “Quando Maria está, age e intercede, Deus antecipa seus planos”. Ele chamou nossa atenção para que possamos fazer pedidos à nossa Mãe do Céu, mas que “é importante pedir coisas importantes”. Por exemplo, pedir a nossa conversão, a conversão de nossa família. Pedir um coração apaixonado por Jesus, pois quem tem um coração apaixonado por Jesus já está no céu!

Ao fim, nos falou que a luz de Nossa Senhora vem de Jesus. Jesus é o Sol e Nossa Senhora é a Lua. Ela é essa luz que pode iluminar nossa noite escura. E nos exortou: “peça ajuda a ela“.

Karine K. Iria Luiz
Equipe de Mídias do Seara 2020

Comentários no Facebook